VERSÍCULOS DA BIBLIA

COPA DO MUNDO

Sábado, 28 de Junho de 2014 - 15:56
No sufoco, Brasil vence Chile nos pênaltis e se classifica para às quartas de final



Dramático. Assim foi o duelo entre Brasil e Chile, neste sábado (28), no Mineirão. Após empate em 1 a 1 no tempo normal e prorrogação, o duelo foi decidido nos pênaltis e o o time canarinho venceu por 3 a 2. O destaque foi o goleiro Julio César, que defendeu duas penalidades.

O JOGO

O duelo começou com as duas equipes se estudando e trocando passes no meio-campo. Quem chegou primeiro com perigo foi a Seleção Brasileira. Aos cinco minutos, Hulk cobrou, e a zaga tirou. Na sobra, Marcelo limpou bem e chutou. A bola passou perto do gol de Bravo.

Aos nove, Sánchez escapou pela direita e cruzou. Vargas caiu na área e pediu pênalti. Mas o árbitro mandou seguir. Três minutos depois, foi a vez do time canarinho reclamar. Hulk tabelou com Neymar e recebeu na área. Isla entrou na disputada, e o brasileiro caiu. E o juiz disse que o lance foi normal.

A primeira grande jogada de perigo veio aos 14 minutos. Neymar partiu mano a mano no contra-ataque, teve a chance de finalização na área, mas preferiu um novo drible e perdeu o lance.

Brasil abre o placar
Aos 16, Hulk fez boa cobrança de falta, e Bravo espalmou para escanteio. Neymar cobrou, Thiago Silva desviou de cabeça, e a bola entrou depois de uma dividida entre David Luiz e Jara.

O Brasil teve a chance de ampliar aos 26. Neymar deu grande arrancada do meio de campo até a área, deixou o marcador para trás, mas bateu mal de perna esquerda.

Chile empata
Aos 30, veio o empate. O Brasil errou muito feio na saída de bola e entregou a bola nos pés de Alexis Sánchez dentro da área, ele não perdoou. 1 a 1

Após sofrer o gol, o time canarinho não se abalou e continuou criando jogadas de perigo. Aos 35, Neymar tentou de cabeça, a bola desviou em Silva e passou perto da trave. Três minutos depois, o camisa 10 recebeu na área, mas demorou muito para finalizar e a zaga cortou. Na sobra, Fred quase aproveitou, mas a bola subiu demais.

Aos 42, o lateral Daniel Alves arriscou de longe, mas Bravo colocou para escanteio. Porém, já nos acréscimos, o time comandado por Felipão falhou mais uma vez e quase sofreu o gol. Luiz Gustavo errou na saída de bola, Sánchez entrou na área, mas Júlio César evitou o pior.

Segundo tempo
Brasil e Chile voltaram para a etapa final sem mudanças. Quem tomou iniciativa, foi o time canarinho. Aos quatro minutos, Fernadinho arriscou de fora da área e a bola raspou a trave.

Aos sete minutos, Neymar apareceu bem, mas prendeu novamente a bola em vez de tentar o passe e acabou desperdiçando boa oportunidade.

Gol anulado
Mais uma polêmica na partida. Aos nove, Hulk recebeu na área, dominou com o ombro, e mando para o fundo das redes. No entanto, o árbitro marcou toque na mão e puniu o brasileiro com cartão amarelo, para desespero de Felipão.

Julio César salva
Aos 19, o Chile chegou para direita com Isla. Ele cruzou para a área, Aránguiz chegou batendo forte e Julio César fez milagre e salvou o Brasil.

Após trocar Jô por Fred, Felipão resolveu fazer outra alteração aos 26. Tirou Fernandinho e colocou Ramires.

Em sua primeira participação, o centroavante não foi bem. Aos 29, Hulk chegou pela ponta esquerda, cruzou na medida para Jô, que furou na hora de fazer a finalização.

Seleção insiste
O atacante Neymar, que estava um pouco apagado no segundo tempo, quase marcou aos 35. Daniel Alves colocou na cabeça do camisa 10, a bola foi no meio do gol, e Bravo fez uma bela defesa.
Aos 38, outra boa chance. Hulk driblou três chilenos, invadiu a área pelo lado direito e chutou cruzado. Bravo fez grande defesa e salvou o Chile.

Duelo vai para prorrogação
No primeiro minuto da prorrogação, Hulk tentou a jogada pela esquerda e sofreu falta. Ele levantou pedindo apoio da torcida, batendo no braço. Neymar cobrou e a zaga do Chile jogou para escanteio.

Aos nove, Jô recebeu de Marcelo dentro da área, ele chutou prensado e a bola sobrou fácil para Bravo. Dois minutos, Hulk fez mais uma boa jogada, desta vez pela direita, e Oscar cabeceou em boas condições, mas Bravo defendeu com tranquilidade.

Hulk voltou a insistir aos 13. Ele fez boa jogada e arriscou de fora da área, porém o goleiro chileno salvou mais uma vez.


Na segunda etapa da prorrogação, o técnico Felipão fez a última mudança e colocou Willian no lugar de Oscar, que já dava sinais de cansaço.

A primeira participação efetiva de Willian foi aos seis. Daniel Alves recebeu do meia e arriscou de longe, mas a bola saiu longe da meta de Bravo.

O Brasil quase sofreu o gol aos 14. Piniilla recebeu na entrada da área e bateu forte. A bola explodiu no travessão!

Pênaltis

Brasil: David Luiz (O), Willian (X), Marcelo (O), Hulk (X), Neymar (O)

Chile: Pinilla (X), Sánchez (X), Aranguiz (O) , Diaz (O), Jara (X)
FICHA TÉCNICA
Brasil x Chile
Copa do Mundo – Oitavas de final
Data: 28/06/2014 – sábado
Horário: 13h (de Brasília)
Local: Mineirão (Belo Horizonte)
Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)
Auxiliares: Michael Mullarkey e Darren Cann (Inglaterra)
Cartões amarelo: Mena, Francisco Silva e Pinilla (Chile); Luiz Gustavo, Hulk, Jô e Daniel Alves (Brasil).
Gols: David Luiz (Brasil) ; Sánchez (Chile)

Brasil: Julio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Ramires), Oscar (Willian); Hulk, Fred (Jô) e Neymar. Técnico: Felipão.

Chile: Bravo; Jara, Medel (Rojas), Silva; Isla, Díaz, Aranguiz, Vidal (Pinilla), Mena; Sánchez e Vargas (Gutierrez). Técnico: Jorge Sampaoli

você pode gostar de:

evangelico
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BRASILEIRÃO

Tabela gerada por Central Brasileirão

PREGAÇÕES

Loading...
Loading...